PSD confirma apoio a Pacheco para a presidência do Senado

Senador mineiro tem apoio de Alcolumbre

Senador mineiro tem apoio de Alcolumbre
Cleia Viana/Câmara dos Deputados – 13.7.2017

A bancada do PSD confirmou o apoio a Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para a presidência do Senado, na noite desta terça-feira (5).

O anúncio foi feito horas após a cúpula do partido se reunir com Pacheco na casa do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), para tratar do assunto.

Na saída do encontro, Pacheco avaliou como importante o apoio do partido que a segunda maior bancada, com 11 cadeiras na Casa.

— Isso representa fundamentalmente uma possiblidade concreta de apoio de um partido grande no Senado. É um apoio muito relevante na nossa caminhada para a presidência do Senado Federal.

Participaram da reunião os senadores Antonio Anastasia (PSD-MG), Carlos Viana (PSD-MG) e Otto Alencar (PSD-BA) e o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab. Havia a possibilidade de participação do atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), mas ele não foi ao encontro.

A votação para a presidência do Senado acontece no dia 1º de fevereiro.

Kalil no governo

Fontes dão conta que o grupo negocia uma possível desistência do nome de Pacheco para concorrer ao Governo de Minas em 2022 e, assim, evitar embate em uma possível candidatura do prefeito da capital mineira. Kassab, entretanto, negou que Kalil esteja pensando no pleito do próximo ano.

— É importante registrar porque ele tem dito isso, com muita sinceridade, que não tem nenhuma outra preocupação hoje a não ser com a cidade de Belo Horizonte.