“É grave que Brasil não defina plano de vacinação”, diz Maia

"É grave que Brasil não defina plano de vacinação", diz Maia

“É grave que Brasil não defina plano de vacinação”, diz Maia
Divulgação/BioNTech

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que monitoramentos e pesquisas detectaram que já um certo pânico da população diante de uma falta de definição de um plano nacional do governo sobre a aplicação das vacinas no País. 

“É muito grave que Brasil não defina de forma definitiva qual o caminho em relação às vacinas”.

Ele disse ainda que a Câmara pretende votar até quinta-feira (10) uma nova medida, de preferência em acordo com o governo federal.

“Há outra medida provisória que trata de vacina e nossa intenção é votar até quinta-feira. Pedi ao relator que organizasse com deputado Luizinho e Ministério da Saúde. Há monitoramento de que há certo pânico. Quem tem renda está vendo para onde vai viajar para tomar vacina. É muito grave que Brasil não defina um plano e não resolva de forma definitiva qual é o caminho e como o governo vai trabalhar e como vai orientar o setor privado para trabalhar a vacina. Cada País tem um caminho, como temos um sistema híbrico [público e privado] precisamos construir o nosso caminho que dê segurança à sociedade, que quer e precisa da vacina. O melhor caminho é que se faça de forma integrada entre Executivo, Legislativo e depois Judiciário.