Mercado financeiro estima queda de 4,50% para PIB em 2020

Mercado financeiro projeta queda para PIB de 2020

Mercado financeiro projeta queda para PIB de 2020

Pixabay

Os economistas do mercado financeiro alteraram suas projeções para o PIB (Produto Interno Bruto) em 2020. Conforme o Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira (30), pelo Banco Central, a expectativa para a economia este ano passou de retração de 4,55% para queda de 4,50%. Há quatro semanas, a estimativa era de baixa de 4,81%.7

Leia mais: Taxa de desemprego chega a 14,6%, maior patamar desde 2012, diz IBGE

Para 2021, o mercado financeiro alterou a previsão do PIB, de alta de 3,40% para 3,45%. Quatro semanas atrás, estava em 3,34%.

Veja também: Bolsa Família encerra pagamento da terceira parcela do auxílio extra

No Focus desta segunda-feira, a projeção para a produção industrial de 2020 foi de baixa de 5,04% para retração de 5,03%. Há um mês, estava em declínio de 5,74%.

No caso de 2021, a estimativa de crescimento da produção industrial foi de 4,50% para 5,00%, ante 4,27% de quatro semanas antes.

A pesquisa Focus mostrou ainda que a expectativa para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2020 passou de 67,0% para 66,20%. Há um mês estava em 67,40%.

Para 2021, a expectativa foi de 69,10% para 68,44%, ante 70,00% de um mês atrás.

Inflação oficial

Os economistas do mercado financeiro alteraram a previsão para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), o indicador oficial de preços em 2020. O Relatório de Mercado Focus mostra que a mediana para o IPCA neste ano foi de alta de 3,45% para 3,54%. Há um mês, estava em 3,02%.

A projeção para o índice em 2021 foi de 3,40% para 3,47%. Quatro semanas atrás, estava em 3,11%.

O relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2022, que seguiu em 3,50%.

No caso de 2023, a expectativa permaneceu em 3,25%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,50% e 3,25%, nesta ordem.

Câmbio

O Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 30, pelo Banco Central, mostrou alteração no cenário para a moeda norte-americana em 2020. A mediana das expectativas para o câmbio no fim do ano foi de R$ 5,38 para R$ 5,36, ante R$ 5,45 de um mês atrás.

Para 2021, a projeção para o câmbio seguiu em R$ 5,20, igual a quatro pesquisas atrás.

Selic

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica da economia) no fim de 2020. O Relatório de Mercado Focus trouxe que a mediana das previsões para a Selic neste ano seguiu em 2,00% ao ano. Há um mês, estava no mesmo patamar.

Já a projeção para a Selic no fim de 2021 permaneceu em 3,00% ao ano, ante 2,75% de quatro semanas atrás.

No caso de 2022, a projeção seguiu em 4,50% ao ano, igual a um mês antes. Para 2023, seguiu em 6,00%, mesmo patamar de quatro semanas atrás.

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp