Dezembro 4, 2020

‘A caneta Bic é minha’, diz Bolsonaro sobre compra de vacina chinesa

Na imagem, presidente Jair Bolsonaro

Na imagem, presidente Jair Bolsonaro
Adriano Machado/ REUTERS 14.10.2020

“A caneta Bic é minha”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na tarde desta sexta-feira (30) ao R7 Planalto sobre a possível compra pelo governo federal da vacina chinesa contra a covid-19.

A afirmação de Bolsonaro ocorre após o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), afirmar que “é lógico” que o governo brasileiro comprará a Coronavac, vacina feita pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

“O governo vai comprar a vacina, lógico que vai. Já colocamos os recursos no Butantan para produzir essa vacina. O governo não vai fugir disso aí”, disse Mourão à revista Veja. 

Leia mais: Coronavac: Anvisa autoriza importar insumo para 40 mi de doses

A Coronavac tem sido alvo do debate entre Bolsonaro e seu adversário político, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Numa reunião com governadores, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, havia dito que o governo brasileiro iria usar a vacina no SUS (Sistema Único de Saúde), mas foi desautorizado por Bolsonaro.

O presidente disse que não seria feito investimento numa vacina que não foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O órgão liberou, contudo, nesta quarta-feira (28), a importação da matéria-prima necessária para fabricação das primeiras doses da vacina.

O Conteúdo de Notícias do Publicar Artigo é tirado de sites de notícias da internet.

Alguns conteúdos são patrocinados e pagos por empresas que nos procuram para melhorar suas vendas e acessos.

Fale conosco.

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
01511987618725